Antônio de Pádua

Antônio de Pádua é o irmão que nos ajuda a apreender o Evangelho de forma muito simples, entendendo que apreender é aprender trazendo para dentro de si mesmo.

Quando jovem Antônio foi para o mosteiro Agostiniano onde teve grande contato com os escritos do Evangelho e obras sobre Jesus. Lá mergulhou nesses estudos com todo o seu coração, com toda a sua alma.

Tamanha era a dedicação de Antônio ao estudar que os responsáveis pelo mosteiro queriam que ele falasse sobre o Evangelho às pessoas, até tentaram dar à ele um cargo de orador. Os agostinianos eram vistos como eloquentes e conhecedores do Evangelho, então ser orador era o sonho de muitos ali. Mas Antônio não buscava conhecer o Evangelho para ser melhor do que os outros, ele buscava o Evangelho para conhecer o Jesus apagado, o Jesus humilde, então não aceitou esse cargo.

Saiba mais...

No mosteiro ele ficou com as tarefas mais simples, aquelas que ninguém queria, que ninguém dava importância. Assim passou anos estudando o Evangelho e servindo como ajudante do cozinheiro.

Nos fundos do mosteiro, onde ficava a cozinha, havia uma porta e Antônio adorava abrir essa porta para os peregrinos que por ali passavam pedindo ajuda. Um dia alguns irmãos menores passaram por ali e foi assim que ele ouviu falar sobre Francisco de Assis e do modo de vida tão simples e apagado que eles viviam. Logo identificou Jesus nessa forma de viver e foi ser um irmão menor também.

Entre aqueles novos irmãos ninguém sabia que Antônio vinha de um mosteiro Agostiniano, muito menos que ele tinha tanto conhecimento do Evangelho, pois que Antônio não chamava nenhuma atenção para si mesmo. Mas um dia estavam em uma igreja onde havia uma celebração e o religioso que falaria sobre o Evangelho teve algum problema então buscaram alguém para substitui-lo. Ninguém se disponibilizou, porque diziam precisar de alguns dias para preparar algo para falar sobre o Evangelho. Só sobrou Antônio, ele nem tinha escolha, tinha que obedecer devido ao voto que fez. Então ele falou sobre o Evangelho para aquelas pessoas e todas ficaram encantadas porque conseguiram entender tudo o que Antônio falava. Ele trazia os ensinamentos de Jesus se forma tão simples, tão clara. As pessoas ali mais do que entenderam, elas sentiram o Evangelho nas palavras de Antônio.

A partir daí Antônio foi chamado para falar em outros locais, e como ele estava sempre a servir, foi atender a esses chamados. Mas nunca deixando de viver o Evangelho como ele tanto buscava apreender, ajudando as pessoas pelo caminho no que elas precisassem. Tanto foi assim que quando chegou em Pádua e viu as famílias passando dificuldades por causa das dívidas com os agiotas, ele decidiu ficar ali para ajudar. E ficou até o fim da sua vida em Pádua trabalhando para sustentar e conseguir pagar a dívida de cada família, se doando enquanto precisassem, sendo como um irmão no caminho deles. De tal forma Antônio trouxe o Evangelho para dentro de si mesmo que viveu igualzinho como Jesus vivia.

Se buscamos estudar o Evangelho, conhecer mais Jesus e suas humildades, Antônio é o irmão ideal para nos ajudar. E quanto mais tivermos essa vontade que ele tinha de apreender o Evangelho, estudar trazendo o Evangelho para dentro de nós mesmo, mais conseguiremos receber a sua ajuda!

Fontes Históricas

Século XIII

Fontes Antonianas

Escritos que reunem os relatos daqueles que conviveram ou tiveram algum contato com Antônio de Pádua.

Arquivo Zip

Imagens que retratam a vida

Enquanto Antônio de Pádua falava do Evangelho aos seus irmões, um deles tem a visão do espírito de Francisco de Assis a inspirar Antônio.

O amor pela criação faz parte do espírito franciscano. Franscisco conversava com os pássaros. Aqui vemos Antônio a falar com os peixes, e parece até que eles estão ouvindo...

Filme que ilustra a vida

Santo Antônio

Este filme mostra a busca de Antônio para viver o Evangelho simples de Jesus encontrando no modo de vida de Francisco o seu caminho.